Young_Duke.jpg
AIPA VINTAGE atom_WB OUTLINE_2019 with R

BEN AIPA, surfista, shapper, técnico e treinador, inovador ou lenda, como preferir!

MAKING A STATEMENT ON THE WAVE - NOT WITH HIS WORDS.

Em 1970 Ben Aipa fundou sua própria marca: Aipa Surfboards. Mas já havia deixado um rastro significativo no mundo do Surf antes disso, ao fazer a prancha que o havaiano Fred Hemmings usou para ganhar o Campeonato Mundial em 1968.

Entre 1972 e 1974, Ben foi o responsável pela criação do design que dividia a rabeta em duas pontas, a famosa Rabeta Swallow, e pelos recortes laterais na prancha que se tornaram o renomado STING.

Além disso, Ben foi Coach e Treinador de vários surfistas de ponta como Michael Ho, Larry Bertleman, Mark Liddell, Sunny Garcia, Brad Gerlach e Kanali Robb.

Ben Aipa continuou a competir em vários campeonatos de surf, sendo que ele ganhou a divisão de Grandmasters do Campeonato de Surf dos Estados Unidos de 1989 e a Divisão de Lendas do Campeonato Americano de 2000.

Incluído no Surfing Hall of Fame em 1992, Ben foi nomeado como um dos dez melhores shapers de todos os tempos pela Revista Surfing em 2004

BEN AIPA 1962.png

A LEGEND IS BORN

O filho de um trabalhador de plantação de açúcar de Kauai, Ben era cuidado por seus tios enquanto seu pai saía para ser comerciante marinho.

Mais tarde já adolescente, ele se mudou para Oahu e começou a engraxar sapatos no centro de Honolulu para ajudar a sustentar sua mãe e irmãos que trabalhavam em campos de abacaxi. Bem contava ainda que de vez em quando mergulhava em busca de moedas jogadas de barcos turísticos na Torre Aloha.

Ben, um homem criado por suas próprias intenções para dominar tudo o que fizesse. Do ensino fundamental ao ensino médio, Ben Aipa foi um competidor destemido na natação, levantamento de peso e futebol (mais tarde se tornou um jogador semi-profissional).

SHAPING HIS LIFE

Ben começou a shapear no mesmo ano em que começou a surfar.

Makaha Surfboards precisava de uma ajuda extra e então seu amigo Joe Kaula foi até Ben para ver se ele se interessava pela vaga. Joe mostrou a Ben os fundamentos do Shape e começou então a Shapear assim como uma águia nasceu para voar.

“Para Eddie Aikau e eu, competir foi mais um desafio, ter que nos provar como havaianos no surf, porque todas essas competições eram realizadas por pessoas de fora.”

Um ano depois de aprender a surfar, Ben remou com Eddie Aikau durante o Duke Invitational de 195 para fazer uma declaração de que os havaianos deveriam ser convidados a surfar nas competições que eram realizadas no Havaí... em seus próprios quintais.

BEN AIPA 1964.png
AIPA%20PRANCHA_edited.jpg

“EU NUNCA ESTAVA OBSERVANDO O QUE OS OUTROS SHAPERS ESTAVAM FAZENDO... EU ESTAVA OBSERVANDO OS SURFISTAS E O MUNDO NATURAL AO MEU REDOR. SEUS MOVIMENTOS ME MOSTRAVAM O QUE FALTAVA. EU ESTAVA SEMPRE PROCURANDO A PRÓXIMA ONDA, O PRÓXIMO MOVIMENTO.”

BEN AIPA 1967.png

DUKE INVITATIONAL

Shaun Tomson sobre Bem Aipa – “Em 1967 eu li um artigo sobre 2 surfistas em ascensão chamado Hawaii’s New Breed – um era Eddie Aikau e o outro era Bem Aipa – já faz mais de 40 anos desde que vi a revista, mais ainda me lembro desse título, e de uma foto de Bem fazendo um Bottom massivo. Massivo é a palavra-chave porque, naquela época, o surfe era mais uma questão de delicadeza, mas em manobras de Ben era questão de força bruta – cavando com um surf pesado antes da abordagem principal.

Claro que agora sabemos sobre Ben, o shaper, e sobre sua relação com Larry Bertlemann e Buttons. O que as pessoas não sabem muito é sobre sua contribuição para o surf moderno – “Eu acredito que ele lançou as bases para o que se tornaria o surf de potência”.

HE’S STINGING THE WAVE

“... Quando Larry Bertlemann era criança, eu o deixava em Diamond Head e voltava a pé colina acima para voltar para a loja. Eu me virei e o observei np Farol por um momento, e pude ver o que ele estava tentando fazer, com a prancha que tinha, nas condições do momento. Eu sabia que ele era o futuro. Então, voltei para a loja e imaginei a dinâmica da prancha que ele precisava para realizar as manobras que estava tentando fazer.”

Ben criou o Sting com base nos hidrofólios que havia visto em Ala Moana. O potencial que ele viu na suavização que a quebra do outline proporcionava, era o que Larry precisava.

Ben fez o primeiro Sting e deu para Larry. O que ele estava fazendo era futurístico. Observando-o, disse a mim mesmo “ele está “picando” a onda” – “He’s stinging the wave!” – Foi assim que desenvolvi o nome do design. E com isso nasceu The Sting.

BEN AIPA 1970.png

“A VERDADE É, A OBSERVAÇÃO CRIA A INSPIRAÇÃO”.

“Eu sempre observava os surfistas para que eles me mostrassem o próximo passo... Surfar estava mudando e a necessidade de mais aerodinâmica era óbvia para mim, por isso estava sempre à procura de inspiração para criar o que precisava.

Eu estava observando uma andorinha (Swallowtail Bird) que é o pássaro que faz a curva mais rápida. Ao observá-los, vi o que lhes deu a habilidade de girar. Era a cauda deles. Então, eu incorporei esse design de rabeta nas minhas pranchas”.

BEN AIPA 1974.png

THE STING GOES VIRAL

Em 1974 nasceu o Sting. Apresentado ao mundo por meio do Stingmen: Kaluhiokalani, Larry Bertlemann, Dane Kealoha, Mark Lidell.

As notícias sobre o novo design correram rápido, especialmente depois que Mark e Buttons apareceram na capa da Surfer Magazine com seus Stings.

A estrela em ascensão australiana e futuro tetracampeão mundial Mark Richards notou também, e ele também começou a usar o Sting de Aipa.

Ben formou uma série de Stings para Mark Richards. Mark finalmente pediu a Ben para mover o wing para mais perto da rabeta. Isso foi o começo do que viria a ser o duplo wing. Com o tempo, Mark passou a fazer seus próprios shapes, com seu próprio logo, onde a influência de Ben Aipa é forte.

AIPA-BERTLEMANN EFFECT

O design da prancha de surf de Ben, que permitiu que seus surfistas mudassem radicalmente suas formas de surfar, também impactou o futuro do skate. Ben trouxe Larry e Buttons para a Califórnia e os apresentou a Jeff Ho e os Z-boys.

Modelando os movimentos do lendário surfista Larry Bertlemann, os Zephyr Boys desenvolveram seu próprio e notório estilo radical.

BEN AIPA 1980.png
BEN AIPA 1990.png

COACH BEN

O primeiro treinador de surf do seu gênero... Ben Aipa aproveitou os seus conhecimentos de estratégia do futebol e aplicou-os ao treino de surf. Além de treinar a equipe de surf havaiana, em várias ocasiões treinou individualmente alguns dos melhores surfistas do mundo! Sunny Garcia, Bethany Hamilton, Brad Gerlach, Taylor Knox, Cona Hayes, Bruce e Andy Irons, Koa, Alex Smith e inúmeros outros.

Como testemunho do impacto de Ben Aipa no surf, em 2004, Bethany Hamilton aceitando seu título durante sua premiação diante de mais de 500 pessoas a aplaudindo de pé, agradeceu seu treinador “Bem Aipa e Deus”.

LIFEBLOOD OF SURFING

O efeito e a influência de Ben serão recebidos pelas gerações de surfistas e treinadores. Honrado e homenageado no Surfing Hall of Fame e também na Surfing Walk of Fame em 2018, Ben disse “I WANT YOU WANTING NEXT?”